Se você é apaixonado por Educação Infantil, com certeza, já pensou sobre como pode ser complicado para uma criança o processo de construção do conhecimento. Pensando nisso, o Educamundo criou um curso online exclusivo, ideal para professores da Educação Infantil, estudantes da área e até mesmo simpatizantes. Trata-se do Curso Online Construção do Conhecimento na Educação Infantil.

A Educação Infantil é um tema cada vez mais discutido dentro da educação básica, pois ela é a primeira etapa da educação e, por isso, tem papel fundamental na construção do conhecimento em sala de aula.

Mas, nem sempre foi assim. Devido aos pressupostos de Educação Infantil, nossas crianças passaram a ter uma educação voltada à cidadania, afetividade e desenvolvimento.

Os Centros de Educação Infantil deixaram de ser vistos como depósitos de crianças e passaram a ter uma visão mais humanitária. Neles, as crianças são sujeitos que têm direitos e merecem toda atenção especializada.

Se você ficou interessado e quer saber mais informações sobre o mundo da Educação Infantil, nós criamos um curso online, mostrando tudo o que você precisa saber sobre a Educação Infantil: o Curso Online Construção do Conhecimento na Educação Infantil.

A concepção do Curso Online Construção do Conhecimento na Educação Infantil

A Educação Infantil foi considerada um direito social e um objetivo fundamental das crianças através da Constituição de 1988, também conhecida como Constituição Cidadã. Ou seja, antes de 1988, a criança tinha acesso à educação pública depois dos sete anos. Porém, em 1996, com a aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a Educação Infantil passou a ser definida como a primeira etapa da educação básica.

Desde então, a Educação Infantil passa por um processo de revisão dos conceitos acerca da educação das crianças, baseada em práticas que fortaleçam o aprendizado e o desenvolvimento delas.

Um tema muito discutido na educação engloba a garantia da continuidade do processo de aprendizagem e do processo de construção do conhecimento em sala de aula, mas sem antecipar os conteúdos contemplados dentro do ensino fundamental.

A primeira etapa da educação básica é oferecida em creches para crianças de 0 a 3 anos e em pré-escolas para atender crianças entre 4 e 5 anos. Esses espaços podem ser públicos ou privados. A jornada escolar acontece no período diurno e pode ser parcial ou integral. Considera-se jornada parcial aquela que atende, no mínimo, quatro horas diárias, e, em tempo integral, aquela que tem duração igual ou superior a sete horas diárias.

Apesar de não haver um nome estipulado, existem as crianças que ficam na creche no período chamado pelas escolas de intermediário. Normalmente, essas crianças ficam cerca de 6 horas no ambiente escolar.

Uma educação básica de qualidade afeta positivamente as primeiras experiências de vida de uma criança, fazendo com que ela se desenvolva socialmente, emocionalmente, cognitivamente e fisicamente.

O processo de construção do conhecimento na educação infantil reflete diretamente na vida adulta. A Educação Infantil é possível é uma das aetapas mais importantes do processo educativo. Se você é ou deseja ser um profissional da área da educação, é essencial se manter atualizado, o que pode ser feito através de cursos online.

O Educamundo conta com vários cursos online com certificado que contribuem para sua formação. É muito importante que os profissionais estejam cada vez mais capacitados, para oferecer às crianças a melhor experiência possível dentro da Educação Infantil. Além do Curso Online Construção do Conhecimento na Educação Infantil, em nosso portal, você encontra vários cursos a distância que lhe ajudarão a aperfeiçoar a sua prática na Educação Infantil.

Cursos relacionados que podem te interessar:

A Educação Infantil e o desenvolvimento da criança

Como já mencionamos, é possível observar o desenvolvimento infantil em quatro áreas: a cognitiva, a emocional, a física e a social. Essas áreas precisam estar sincronizadas e precisam progredir juntas, para que a construção do conhecimento ocorra de forma bem-sucedida

Uma criança que tem contato diário com esportes, gosta de brincar e de correr, mas não gosta de livros e de atividades que necessitam de mais atenção, precisa desenvolver um pouco mais a capacidade cognitiva ainda na Educação Infantil.

Quando falamos sobre desenvolvimento infantil, devemos considerar que a construção do conhecimento ocorre de forma não linear, podendo ter avanços em uma área e limitações em outras. Mas, é importante lembrar que cada criança tem um progresso diferente e deve ser respeitada dentro das suas necessidades e do seu tempo.

Como existem tempos e necessidades diferentes, algumas crianças desenvolvem determinada área antes do que outras, e isso é absolutamente normal.

Algumas crianças tem uma letrinha linda, mas não sabem se organizar em roda. Outras conseguem prestar atenção durante horas em uma história, mas não conseguem pular num pé só. Outras correm e pulam em um pé só, de forma muito autônoma e segura, mas têm dificuldades de compartilhar os brinquedos e de se socializar com as outras crianças.

Quando há um avanço na parte cognitiva em relação a turma, normalmente, os pais questionam se o filho não deveria frequentar uma turma mais avançada que a dele. Devemos ter em mente que o desenvolvimento da criança é um processo gradual que possui várias fases. A criança pode estar na frente cognitivamente, mas não socialmente e vice-versa.

A Educação Infantil deve ser o local que a criança aprenda a lidar com as decepções, conquiste independência e autonomia, crie confiança em si, desenvolva a coordenação motora, aprenda a viver em comunidade e também desenvolva os aspectos cognitivos.

Ambas as áreas são igualmente importantes para a construção do conhecimento na Educação Infantil. Temos que combater a ideia de que a escola é apenas um lugar de se aprender a ler e escrever. A infância deve ser respeitada na sua plenitude.

Sabemos que pode ser difícil para um profissional, ou até mesmo para os pais, compreenderem que cada criança tem seu momento e que o processo de construção do conhecimento acontece de forma diferente para cada uma. Se você quiser entender um pouco melhor sobre a Educação Infantil, faça o curso online do Educamundo, que aprimora os conhecimentos do profissional, através de materiais exclusivos.

Para se entender melhor as etapas da infância, ela foi dividida em três períodos: a primeira infância, a segunda infância e a terceira infância.

curso online construção do conhecimento na educação infantil

Primeira Infância

A primeira infância é considerada o período que corresponde desde a concepção do bebê até o terceiro ano da criança.

Neste período, ocorre um grande desenvolvimento físico, marcado pelo ganho de peso da criança e pelo crescimento físico. Mas, o desenvolvimento vai além do crescimento físico. É nessa fase que as áreas fundamentais do cérebro são desenvolvidas como áreas associadas às emoções, ao caráter, à personalidade, aos contatos interpessoais e também à aprendizagem.

A criança aprende a criar e a se relacionar e, além disso, ela começa a desenvolver seus valores, baseados na sua relação com a família e escola, ou seja, a primeira infância tem um grande peso na formação da personalidade e do modo de agir do adolescente e do adulto.

Etapa da primeira infância entre 0 a 18 meses

Nesta etapa, o bebê é totalmente dependente dos pais para a locomoção, alimentação ou higiene. Esta fase é caracterizada pelo egocentrismo, pois o bebê não entende que está inserido numa sociedade, acreditando que toda atenção deve ser dada a ele.

Neste período, o bebê apresenta crescimento dos cabelos, dentes, aprende a sentar, a engatinhar e a andar. Aos 18 meses, a maioria das crianças já falaram suas primeiras palavras. Mas, como já pontuamos, cada criança tem seu momento. Algumas, neste período, ainda não conseguem se expressar através de palavras, o que não quer dizer que elas nunca o farão.

Etapa da primeira infância entre 18 meses a 3 anos

A criança já apresenta um crescimento físico bem menos significativo do que nos primeiros 18 meses de vida. Nessa idade, elas já têm a capacidade de correr uma curta distância e comer sem ajuda.

O que mais chama atenção nessa faixa etária é o desenvolvimento da fala e do uso da linguagem, ou seja, a criança começa a falar palavras que tenham significado para ela, balbuciando "mamãe" e "papai", por exemplo.

Aos 3 anos, a criança já tem a capacidade de formar algumas frases completas (e corretas!) e, normalmente, possui um vocabulário de até 450 palavras.

Segunda infância

Também conhecida como estágio pré-operacional, esta categoria abrange as crianças de 3 até 7 anos de idade. Nesta fase, acontece um grande desenvolvimento cognitivo e físico, ocorrendo mudanças drásticas em relação ao comportamento.

Etapa da segunda infância entre 3 a 4 anos

As crianças desta fase começam a desenvolver o senso básico de responsabilidade e autonomia. Normalmente, elas são muito ativas e gostam de explorar tudo que as cerca.

Também ocorre, neste período, a desconstrução do egocentrismo, já que a criança entende melhor que vive numa sociedade e que suas ações podem influenciar a vida das pessoas à sua volta. Nessa etapa, as crianças começam a se identificar com outras pessoas, incluindo semelhanças físicas e psicológicas.

Etapa da segunda infância entre 4 a 6 anos

Já nessa etapa, podemos destacar o desenvolvimento psicológico da criança, já que ela tem um grande desenvolvimento social, emocional e mental. Normalmente, por volta dos 5 anos, a criança já aprendeu as regras e padrões de convivência em sociedade, ou seja, ela já sabe se uma ação é certa ou errada.

A vida social da criança começa a ganhar destaque. Ela começa a fazer mais amigos, e é comum se ter um melhor amigo.

Terceira infância

A terceira infância contempla crianças de 6 a 12 anos.

Nesta fase, ocorrem os questionamentos dentro dos padrões de comportamento ensinados pelos pais. Também ocorre a vontade de se sentir aprovado dentro do grupo de amigos. Assim, o modelo de comportamento dos pais e familiares é diminuído pela visão da criança.

Encontra-se nesse período a fase conhecida como pré-adolescência, onde a criança começa a ter problemas em se aceitar e deseja pertencer a um grupo, podendo desencadear problemas como depressão.

Muitas dúvidas ocorrem sobre a divisão e o desenvolvimento de cada infância e como ela pode influenciar a Educação Infantil. Os cursos online com certificado podem lhe ajudar a solucionar essas dúvidas. Além de fornecer uma excelente formação para o profissional da área, os cursos online contam com certificados reconhecidos, fazendo uma grande diferença no seu currículo.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Referência curricular nacional para a Educação Infantil

Agora que você já estudou cada etapa da infância, suas perspectivas e desafios, torna-se mais claro entender a proposta do currículo nacional para a construção do conhecimento na Educação Infantil.

Segundo o CNE - Conselho Nacional de Educação, a proposta pedagógica das instituições de Educação Infantil devem cumprir seu papel pedagógico e sociopolitico.

Isso quer dizer que a Educação Infantil deve valorizar a autonomia, a responsabilidade, a solidariedade e o respeito aos bens comuns, ao meio ambiente e às culturas, identidades e singularidades.

Ela deve também, oferecer condições para que as crianças desfrutem de seus direitos civis, humanos e sociais, para se tornarem cidadãos ativos e participativos na sociedade, capazes de refletir e entender as relações à sua volta.

A instituição de Educação Infantil deve possibilitar a convivência com outras crianças e também com adultos, promovendo uma construção do conhecimento em sala de aula, nas áreas cognitiva, física, emocional e social.

Desenvolvimento cognitivo na Educação Infantil

Muitas pessoas acham que o desenvolvimento cognitivo está diretamente ligado a atividades complexas. Mas, não é bem assim. Toda prática que envolve pensamento, raciocínio, linguagem, memória, atenção, criatividade ou, até mesmo, a resolução de problemas trabalha com cognição.

Ou seja, quando pensamos no processo de construção do conhecimento no espaço escolar, podemos utilizar atividades que incentivem a curiosidade, a exploração e o questionamento da criança em relação ao mundo física e social.

Desenvolvimento físico na Educação Infantil

O desenvolvimento físico, também chamado de motricidade, está relacionado a todo o movimento do corpo, como engatinhar, andar, correr, pegar, pular, comer e atividades que envolvam a movimentação e deslocamento.

É comum que muitos pais negligenciem essa parte da Educação Infantil, e o educador deve lembrá-los de que todos os nossos movimentos, até mesmo aqueles que, hoje, são automáticos, um dia foram aprendidos por nós, como, por exemplo, andar, amarrar os cadarços, segurar um lápis de forma correta, usar a faca para nos auxiliar a comer etc.

O processo de construção do desenvolvimento motor acontece primeiro com funções mais simples e depois com as mais complexas.

A área motora se divide em dois tipos: o motor grosso e o motor fino. O tipo de movimento grosso foca no posicionamento do corpo e no equilíbrio. Já a área motora fina coordena os movimentos mais complexos, como fazer o movimento de pinça para pegar um objeto.

Com o tempo, a criança aprende a aperfeiçoar os movimento básicos, como andar, correr, pular em um pé só, saltar de uma altura mais alta sem se machucar, mas também começa a aprender coisas novas, como jogar um objeto para o local desejado, conseguir chutar uma bola, pegar um objeto sem derrubá-lo e, até mesmo, comer sozinho.

Por mais bobo que pareça àqueles que não entendem a infância na sua plenitude, todos esses movimentos demonstram que está ocorrendo uma evolução na coordenação motora da criança.

Por isso, é importante o ensino infantil oportunizar atividades que incentivam o desenvolvimento motor, como brincar de amarelinha, brincar de massinha, deixar que a criança tenha um tempo para praticar esportes e a execução de circuitos. Essas atividades oferecem desafios e incentivam a criança a pular, correr, abaixar e passar por dentro de bambolês, por exemplo.

Desenvolvimento emocional e social na Educação Infantil

O desenvolvimento emocional se refere aos sentimentos e emoções e a forma com a qual a criança os manifesta.

A parte emocional diz respeito à reação da criança a estímulos exteriores, como saber ouvir um não de uma professora, ter confiança para fazer uma atividade que nunca realizou antes, ter autoestima e saber que pode expressar seus sentimentos.

Por exemplo, uma criança deve saber que pode chorar quando está triste e que isso não é sinal de fraqueza e de inferioridade. Ela deve saber ainda que precisa ser respeitada quando está triste e  tem o direito de expressar verdadeiramente o que está sentindo.

Essa é uma tarefa muito complicada para nós adultos e, por vezes, dizemos "não" à criança quando ela pede colo quando está chateada.

As crianças que não conseguem desenvolver o lado emocional, integralmente, por vezes, acabam se tornando crianças inseguras e chorosas.

O desenvolvimento social deve ser visto na forma com a qual as crianças se relacionam, seja entre elas mesmas ou com adultos.

Muitas vezes, a criança não tem relações com outras crianças antes de entrar na creche. O convívio com outras crianças é muito importante, pois, dessa maneira, elas se relacionarão e aprenderão a dividir o espaço com seus semelhantes.

O desenvolvimento social está diretamente ligado ao emocional, e o convívio com outras pessoas  ajuda a criança a se desenvolver melhor emocionalmente.

É muito importante para a construção do conhecimento em sala de aula que a criança conviva com outras crianças e grupos culturais, para ampliar seus padrões de referência e de identidade no conhecimento da diversidade.

Além disso, é essencial para o desenvolvimento social a interação das crianças com diferentes manifestações culturais, como música, artes plásticas, cinema, dança, teatro, poesia, entre outros. 

É importante lembrar que a maioria das atividades planejadas na Educação Infantil são multidisciplinares, ou seja, elas visam a construção do conhecimento em sala de aula em todas as áreas.

Se uma criança está brincando de casinha, ela desenvolve a motricidade, por exemplo, ao brincar de preparar a comida. Além disso, ela também desenvolve a cognição, quando precisa resolver algum problema presente na brincadeira como, por exemplo, pegar folhas da árvore para ser a comida.

A parte social também está envolvida no processo de construção do conhecimento, devido às interações com os colegas. A parte emocional também está inserida no processo, quando a criança, por exemplo, precisa tomar alguma decisão e convencer ou ser convencida pelos colegas.

A Educação Infantil e suas possibilidades é mesmo fantástica! Para saber mais sobre esse assunto, estude o nosso Curso Online Construção do Conhecimento na Educação Infantil. O Educamundo é referência em cursos online com certificado que, com certeza, enriquecerão a sua formação e aprendizado.

Aqui no Educamundo, você terá acesso integral a mais de 1200 cursos a distância do Pacote Master, por um ano inteiro! Você poderá testar seus conhecimentos com avaliações de "Verdadeiro ou Falso". O investimento é de apenas R$69,90, e o processo de certificação é opcional, ou seja, você investirá somente se precisar. Simples assim! Inscreva-se agora mesmo nos nossos cursos online e seja mais um dos mais de 200 mil alunos satisfeitos!

Ficou animado para aprender um pouco mais sobre a Educação Infantil através do nosso curso online? Então, matricule-se agora no nosso Curso Online Construção do Conhecimento na Educação Infantil.

Aproveite também para compartilhar e comentar o nosso artigo!