Categorias dos artigos

Receba nossas próximas dicas de cursos e artigos do seu interesse em seu email.

O que é regressão: entenda como a memória pode curar doenças e traumas

DETALHES DO ANEXO

O que é regressão e como está relacionada à cura de traumas e doenças?  Como funciona a regressão e qual sua relação com a hipnose em tratamentos diversos?

Primeiramente, precisamos falar sobre a memória. A memória é uma das funções mais fascinantes e complexas do cérebro humano, sendo responsável por armazenar, processar e recuperar informações que vivenciamos.

Além de seu papel fundamental na formação de nossa identidade e na aprendizagem, especialistas têm explorado a relação entre a memória e o processo de cura de doenças e traumas, assim como psiquiatras e hipnoterapeutas têm usado a regressão para o reprocessamento de traumas e a promoção de uma profunda cura emocional.

Esse é um tema bastante interessante e que merece ser melhor explorado, nosso objetivo neste artigo. Você vai entender o que é regressão e como funciona e muito mais. Acompanhe!

O que é regressão: entenda como a memória pode curar doenças e traumas

O que é regressão?

A regressão é uma técnica terapêutica que se baseia em fazer o paciente relembrar e reviver, sob um estado de relaxamento ou hipnose, eventos passados que podem estar influenciando negativamente seu comportamento, emoções e saúde no presente. 

O objetivo é permitir que a pessoa enxergue esses eventos sob uma nova perspectiva, desvinculando-se de padrões mentais e emocionais que possam estar causando sofrimento, doenças psicossomáticas ou comportamentos autodestrutivos.

Embora a prática da regressão e sua eficácia como método terapêutico sejam temas que geram debates no meio científico e médico, a regressão tem ganhado espaço como uma ferramenta adicional no tratamento de diversas condições e sua aplicação tem sido objeto de investigação e estudo constante.

A regressão na Hipnoterapia

Quando você pergunta para alguém o que é regressão, as chances de essa pessoa responder que é “voltar para vidas passadas” são grandes. Na verdade, há uma diferença entre regressão de memória e regressão espiritual. O primeiro tipo nem sempre faz você reviver momentos de outras vidas. As informações acessadas no subconsciente e inconsciente do paciente podem ser muito recentes, inclusive.

Na hipnoterapia, a regressão é uma técnica utilizada para guiar o paciente a um estado alterado de consciência, permitindo que ele acesse memórias, sentimentos e sensações que estão armazenadas em seu inconsciente.

Durante esse processo, o terapeuta utiliza técnicas de hipnose para ajudar o paciente a relembrar e reviver eventos passados, que podem estar influenciando seu comportamento e bem-estar no presente.

Além de entender como funciona a regressão, é preciso entender também que o objetivo não é apenas trazer memórias à tona, mas também permitir que o paciente as analise sob uma nova perspectiva, possibilitando a identificação e a resolução de conflitos internos.

O uso da regressão na hipnoterapia pode ser um recurso valioso no tratamento de uma variedade de condições psicológicas, incluindo traumas, fobias, ansiedade e depressão. Ao revisitar e reprocessar memórias dolorosas ou traumáticas, o paciente pode começar a compreender os padrões de comportamento que se desenvolveram como mecanismos de defesa, e então trabalhar para liberar as emoções negativas associadas a esses eventos.

Esse processo de reavaliação e ressignificação das memórias pode levar a uma profunda transformação emocional e comportamental, contribuindo para a cura e o equilíbrio psicológico.

9k= O que é regressão: entenda como a memória pode curar doenças e traumas

3 conceitos importantes sobre Hipnoterapia e regressão

Os conceitos a seguir ajudam a entender melhor como funciona a regressão:

1. O que é a hipnose regressiva?

Existem casos onde traumas, medos e outros sentimentos de uma pessoa estão escondidos no inconsciente, de forma que fica difícil acessá-los e corrigi-los. A hipnose regressiva vem como uma técnica da hipnoterapia, para correção desses quadros.

Através de regressão orientada ou auto regressão, é possível sanar diversos problemas como fobia de algum bicho, medo de altura, compulsão alimentar e, até mesmo, ansiedade e depressão.

2. Hipnose regressiva: vidas passadas

A terapia de regressão a vidas passadas envolve muitos mitos e precisamos conversar sobre elas.  Muitos pacientes acreditam fielmente que guardam memórias de suas vidas passadas. Independente de acreditar ou não, é preciso bastante atenção com isso.

Morris Netherton, doutor em Psicologia, foi o primeiro a embasar cientificamente a hipnose para vidas passadas. Para ele, acreditar em vidas passadas não tem ligação nenhuma com religião. O paciente precisa apenas ter memórias que, para ele, não foram vividas. O mesmo acontece com os medos, gostos e receios.

3. O que é subconsciente?

Podemos dizer que o subconsciente é a memória mais rasa do ser humano. São informações básicas e relevantes, que são frequentemente resgatadas. O número do seu CPF e RG, por exemplo, você deixa salvo no seu subconsciente.

4 mitos sobre a Hipnoterapia

Além de compreender o que é regressão, você deve conhecer sobre como a hipnoterapia é vista de forma errada, muitas vezes. Apesar de sua crescente aceitação e utilização como um método legítimo de tratamento em muitas partes do mundo, ainda é cercada por uma série de mitos e concepções errôneas. Vale, inclusive, ressaltar que a hipnoterapia faz parte das práticas integrativas e complementares do SUS (Sistema Único de Saúde).

Abaixo, elucidamos alguns desses mitos:

Mito 1: A hipnose é uma forma de controle mental

A hipnose não envolve qualquer forma de controle sobre a mente do paciente. Durante a hipnoterapia, o paciente está em um estado de relaxamento profundo, mas continua consciente e em controle de suas ações. O terapeuta guia o processo, mas não tem poder para fazer o paciente agir contra sua vontade.

Mito 2: A hipnose é uma simulação, e as pessoas não entram realmente em um estado diferente de consciência

A hipnose é um estado alterado de consciência cientificamente comprovado, que permite um foco intensificado de atenção. Durante esse estado, há uma maior receptividade a sugestões terapêuticas, o que facilita o acesso a memórias e a reprogramação de comportamentos e crenças.

Mito 3: A hipnoterapia só funciona em pessoas sugestionáveis

Embora a capacidade de ser hipnotizado varie entre os indivíduos, a maioria das pessoas pode entrar em um estado de hipnose se estiver disposta e aberta ao processo. Não se trata de uma questão de fraqueza ou força mental, mas sim de capacidade de foco e relaxamento.

Mito 4: Sob hipnose, a pessoa pode revelar seus segredos mais profundos

Durante a hipnoterapia, o paciente está em um estado de consciência no qual mantém o controle sobre o que deseja ou não revelar. O terapeuta pode fazer perguntas que ajudem o paciente a explorar suas memórias e emoções, mas o paciente tem a capacidade de escolher o que compartilha.

O que é regressão: entenda como a memória pode curar doenças e traumas

4 mitos sobre a regressão

A regressão, como vimos, consiste em levar o paciente a reviver e reexaminar experiências passadas, que podem estar influenciando seu comportamento, emoções e saúde no presente.

Ainda que tenha se mostrado útil para muitos terapeutas e pacientes, esta abordagem é envolta em diversos mitos. Aqui estão alguns dos mitos mais comuns sobre a regressão:

Mito 1: A regressão permite que o paciente acesse memórias precisas do passado

Estudos mostram que a memória é reconstrutiva e suscetível a erros. As memórias acessadas durante a regressão podem estar distorcidas, serem parcialmente fabricadas ou influenciadas por sugestões do terapeuta. Por isso, as informações recuperadas sob regressão não são consideradas confiáveis em contextos legais.

Mito 2: A regressão é sempre um processo doloroso e traumático

Embora a regressão possa levar a revivência de memórias e sentimentos dolorosos, um terapeuta qualificado e experiente conduzirá a sessão de forma a minimizar o desconforto e ajudar o paciente a processar essas experiências de maneira segura e terapêutica.

Mito 3: Todos podem se beneficiar da terapia de regressão

A regressão não é a abordagem terapêutica mais adequada para todos. Algumas pessoas podem encontrar na regressão uma ferramenta valiosa de cura, enquanto para outras, diferentes abordagens terapêuticas podem ser mais eficazes.

Mito 4: A regressão é uma prática mística ou esotérica

A terapia de regressão é uma abordagem que utiliza técnicas psicológicas para ajudar o paciente a acessar e reprocessar memórias e sentimentos. Embora algumas pessoas possam incorporar elementos espirituais ou místicos na prática, a regressão, em sua essência, é uma ferramenta terapêutica que busca promover a cura emocional e mental.

Z O que é regressão: entenda como a memória pode curar doenças e traumas

Como é a terapia de regressão na prática

A terapia de regressão é uma técnica que busca auxiliar o paciente a relembrar e reviver experiências passadas que possam estar influenciando seu comportamento, emoções e saúde no presente.

A ideia central é que, ao acessar e reprocessar memórias dolorosas ou traumáticas, é possível liberar emoções reprimidas e promover a cura de traumas e, em alguns casos, aliviar ou curar doenças psicossomáticas.

Veja como isso pode ocorrer:

Acesso a memórias reprimidas

A primeira etapa da terapia de regressão envolve levar o paciente a um estado de relaxamento profundo, frequentemente comparado ao transe hipnótico. Isso permite que o paciente acesse memórias que estão normalmente inacessíveis à mente consciente, especialmente aquelas que são dolorosas ou traumáticas e que podem ter sido reprimidas.

Liberação de emoções reprimidas

Uma vez que essas memórias são acessadas, o paciente tem a oportunidade de reviver e processar as emoções associadas a elas. Essa etapa pode envolver uma intensa liberação emocional, também conhecida como catarse, que é considerada por muitos terapeutas como um passo crucial para a cura.

Ressignificação das memórias

Depois de acessar e liberar as emoções associadas a uma memória traumática, o próximo passo é ajudar o paciente a reinterpretação dessa memória. Sob a orientação do terapeuta, o paciente pode aprender a ver o evento traumático sob uma nova luz, o que pode envolver o perdão a si mesmo ou a outras pessoas envolvidas, ou a adoção de uma perspectiva mais compreensiva e amorosa.

Mudança de comportamentos e crenças limitantes

Ao reprocessar e ressignificar memórias traumáticas, o paciente pode começar a desfazer os padrões de comportamento que se desenvolveram como mecanismos de defesa. Isso pode levar a uma profunda transformação em suas crenças sobre si mesmo e o mundo, abrindo espaço para a adoção de atitudes e comportamentos mais saudáveis e construtivos.

Alívio de sintomas físicos e psicológicos

Muitos pacientes relatam que, após a terapia de regressão, sintomas físicos e psicológicos que estão ligados a traumas passados começam a se atenuar ou desaparecer. Isso inclui condições como ansiedade, depressão, fobias, dores crônicas e outras doenças psicossomáticas.

Que tal fazer um curso de Regressão?

Entender o que é regressão é fundamental para quem está se especializado em Hipnoterapia. Então, o que acha de aprofundar teoricamente seus conhecimentos na área?

Nosso Curso Online Regressão: Noções na Psicanálise traz conteúdos atualizados, que vão ampliar sua visão sobre o tema.

Além disso, ao fazer a matrícula em nosso portal, você tem acesso a mais de 1500 cursos online no Pacote Master, permitindo o seu aperfeiçoamento em diversas áreas de atuação.

Por apenas R$ 79,90 você assina o Pacote e tem acesso a todas essas opções.  Faça a sua inscrição e dê um up em sua carreira!

Continue Sua Jornada de Conhecimento: Leituras Recomendadas para Você

Receba nossas próximas dicas de cursos e artigos do seu interesse em seu email.

plugins premium WordPress