Quando eu contar o número três você irá... você irá...  você irá... revolucionar sua forma de aprendizagem em cursos online!

Essa conversa parece estranha, mas acredite, essa estranheza está apenas no desconhecimento sobre essa (antiga) técnica. Leia este artigo e aprenda um pouco mais sobre como a Hipnose poderá ser sua principal ferramenta para otimizar sua carreira profissional e acadêmica. Vamos lá...

A história da Hipnose

A hipnose, além de estar presente em nosso dia-a-dia o tempo todo, pois o estado hipnótico é um estado natural da mente humana (vamos falar mais disso depois, fique tranquilo), esteve presente em toda história do mundo, através de outros rótulos e outras denominações. 

Hipnose nos primórdios da humanidade

A hipnose era utilizada no processo de cura pelos sacerdotes. Não tinha nenhum barbudo falando no ouvido das pessoas não, mas a Hipnose era utilizada na cura de doenças. No século XV a.C, no Egito antigo, o estado hipnótico era induzido com a intenção de cura, como se pode ver nos papiros de Ebers. Estes documentos eram formados por um conjunto de antigos médicos que ensinava a cura de doenças e alívio de dor. Já na Grécia antiga, o diagnóstico e a cura das doenças era através do "sono dos deuses" ou terapia onírica. No estado chamado de hipnagógico, como relatado na época, as imagens surgiam automaticamente à consciência do doente e o sacerdote manipulava retoricamente estas imagens, fornecendo sugestões hipnóticas. Já no século XI, o médico Iraniano, Filósofo e grande sábio Avicena, relatava que a cura das pessoas poderia ser feita através da imaginação

São vários os relatos históricos da humanidade sobre o que conhecemos hoje com o nome de Hipnose ou Hipnotismo. Mas vamos avançar um pouco mais até uma história mais próxima, a relação de Sigmund Freud e o Hipnotismo.

Freud e a Hipnose não científica

Em 1889, Charcot, o neurologista mais importante e conceituado da época, organizou o primeiro Congresso Internacional de Hipnotismo Experimental e Terapêutico. Este congresso contou com três presenças ilustre:  o psicólogo William James, o criminalista Lombroso e um psiquiatra jovem chamado Sigmund Freud. Após este congresso, diversas publicações sobre hipnose foram veiculadas e a técnica começou a ganhar ainda mais notoriedade.

Nunca se ponderará o bastante a importância do Hipnotismo para a história da gênese da psicanálise. Tanto em seu sentido teórico quanto terapêutico, a psicanálise administra uma herança que o Hpnotismo lhe transmitiu. Sigmund Freud.

Freud relatou que as pesquisas de Charcot tiveram influência gigantesca em seu trabalho, mas sentiu a necessidade de "abandonar" este método em seus atendimentos, pois ele percebeu que nem todos seus pacientes eram sugestionáveis à hipnose. Alguns psicólogos e hipnoterapeutas acreditam que Freud teve esta impressão principalmente por não ser um excelente e experiente indutor. É sabido nos dias de hoje que, para se levar alguém ao estado hipnótico é preciso ter a retórica extremamente otimizada, afim de não estimular a racionalização por parte do paciente. Nos relatos de Freud ele menciona que abandonou a hipnose por que não conseguia tratar alguns de seus pacientes, pois eles não eram sugestionáveis ao hipnotismo, pela "não cientificidade da técnica". Ora, se a "não cientificidade" da técnica à época era algo preponderante para se tornar uma justificativa formal de Freud, ele mesmo não confiava tanto nela. Sentir "firmeza" é um passo muito importante e para ilustrar, veja esta história surpreendente, de um médico que curava pessoas com hipnose e conseguiu fazê-lo com uma doença incurável, mas depois que soube disso...  



Mas afinal, o que é mesmo a Hipnose?

Existem várias formas de explicar o que é a hipnose, mas a que mais gosto é: "A hipnose é um estado alterado de consciência, que pode ser natural ou induzido". Entende-se consciência como a percepção do momento agora, através dos cinco sentidos: olfato, paladar, visão, audição e tato.

Mas como assim, um estado que pode ser natural? Não precisa de um "barbudo falando ao meu ouvido"?  Não mesmo. Você e eu passamos por este estado várias vezes ao longo do dia. Sabe quando você está tomando banho e pensando no que fez no dia de ontem, ou no que fará nas próximas horas? Este é um estado hipnótico. Ou você fica inteiramente entregue ao processo do banho, de forma sistemática e analisando quais partes do corpo irá lavar agora, qual irá lavar depois, o quanto de sabonete é necessário para isso ou para aquilo? Creio que a resposta é não. Creio não, torço por isso! (risos)

Cursos relacionados que podem te interessar:

Mas e a cebola? E aquele pessoal imitando galinha na TV?

É tudo verdade. Acredite. Quando eu era criança, pensava que aquele barbudo dizia que daria dinheiro para aquelas pessoas fazerem o que ele pedia, mas não é bem isso. Ou melhor, não é nada disso! Hipnose é uma técnica séria e usada em consultórios para o tratamento de doenças psicológicas e físicas. Só que alguns deturpam a técnica e a utilizam para show. As pessoas ali estão em meio a várias câmeras e aceitaram participar de uma experiência. Naquele momento a atenção delas está voltada para o hipnólogo. Elas o empoderaram. Então (quase) tudo que ele pedir, elas farão. Elas farão, desde que não se esbarre no código ético delas. Se ele pedir para tirarem a roupa, se elas já não forem strippers, não farão. Fere os princípios delas. Comer cebola e imitar galinha não fere nenhum princípio certo? Se ao invés de cebola, fosse um bolo de excrementos, com vermes, certamente a pessoa iria rejeitar a sugestão hipnótica que lhe foi colocada. Mas falaremos mais sobre esse "código de ética" do nosso inconsciente a seguir.

Hipnose cura doenças?

Você já teve ou conhece alguém que teve gastrite nervosa? Então, se por intermédio de emoções ruins, estresse e outras situações incomodas, seu corpo é afetado ao ponto de somatizar, o inverso também é totalmente factível. Através do estado alterado de consciência, o hipnoterapeuta conduz seu inconsciente  até o ponto desejado por você. Ele se utiliza de seus valores e crenças, para "reorganizar suas engrenagens", afim de que funcione tudo certinho, conforme seu desejo real.  E não tem nenhum perigo, afinal no seu inconsciente é que mora toda sua programação de vida. Sabe essa blusa vermelha que comprou na black friday? Você ter gostado dela, além do precinho bom da "bruzinha", talvez algo lá atrás tenha feito gostar dessa cor. Quem sabe sua mamãe não te alegrava com um chocalho vermelho? No seu inconsciente está tudo que você considera que é correto, ético e bom. Se o hipnólogo disser qualquer coisa que você discordar, simplesmente você não irá assimilar e dará errado (viu como dizer que a técnica "não era científica" prejudicou as induções de Freud em seus pacientes? Para alguns, ser comprovado cientificamente é primordial, ainda mais naquela época).

Hipnose e sua regulamentação pela comunidade científica

Se Freud estivesse vivo agora, estaria mais tranquilo, seguro em utilizar a hipnose, afinal ela é regulamentada por várias áreas diferentes. No Brasil, por exemplo, a Hipnose é regulamentada pelo conselho federal de Medicina, Odontologia, Psicologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, como terapia capaz de contribuir no diagnóstico e nos tratamentos de problemas físicos e psicológicos. 

Auto Hipnose? Que conversa é essa?

Mas você tem vergonha ou tá sem dinheiro para procurar um hipnoterapeuta para a hetero-hipnose (Hipnose feita por um um hipnoterapeuta. O contrário de auto-hipnose)? Aprenda a fazer hipnose com você mesmo. Se auto-hipnotize! 

Você não precisa necessariamente de uma outra pessoa te hipnotizando. Claro, ter um profissional capacitado vai fazer toda a diferença, mas você pode aprender e ter excelentes resultados sozinho também. Seja para performance esportiva, auxílio a parturientes, emagrecimento, controle de dor, fobias, cirurgia sem anestesia, medo do motorzinho do dentista, insônia, traumas, doenças psicossomáticas ou até mesmo para estimular o organismo a combater qualquer doença.

Vou te sugerir uma auto-hipnose instantânea: imagine que o cansaço que sente agora, ou algum desconforto ou até mesmo uma dor sejam sujeirinhas em seu corpo. Uma dor é uma sujeirinha concentrada, enquanto um desconforto é uma sujeirinha espalhada. Feche seus olhos e imagine que está debaixo de uma cachoeira super segura e que a água está em uma temperatura muito confortável. Vá imaginando o toque destas águas em seu corpo. Como é sentir as águas desta cachoeira escorrendo pelos seus cabelos, costas... Agora imagine que as águas dessa cachoeira são capazes de te limpar e te purificar de qualquer sujeira que tenha
Continue imaginando esta cena até ver cada pedacinho de cada sujeirinha que estava em seu corpo, no chão. Acompanhe o percurso de cada pedaço de sujeira, como por exemplo: uma sujeira que está no ombro, escorre pelo tórax, desce pelas pernas, pés e cai no chão. Faça isso calmamente, no seu ritmo e só abra os olhos depois que tudo estiver no chão. Pronto! Com um pouquinho de prática, você ficará fera e conseguirá se livrar de qualquer desconforto, sempre que quiser ou precisar. Pratique bastante!

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Igrejas e Hipnose

Religião é sempre um assunto muito complexo e podemos acabar incorrendo em divergências mais firmadas na emoção do que na razão. Mas é fato que a Hipnose é um processo natural de convencimento de seu cérebro daquilo que você mesmo desejou e permitiu. Defender ideias para outras pessoas é uma forma de hipnose. Isso não é algo ruim. Eu costumo dizer que a Hipnose é como uma faca. Você tem facas em casa e usa para cortar um queijinho no café da manhã, ou aquela picanha para o churrasco de domingo, mas existem pessoas que usam facas para ferir outras pessoas. É uma ferramenta poderosa que, nas mãos certas, pode fazer grandes coisas. Você começou bem. Está lendo este artigo e já chegou até este ponto. Você está buscando conhecimento e este é o único bem que ninguém pode nos levar. Conhecimento é fundamental e pode ser conquistado de diversas formas, seja um artigo de um blog, seja em cursos online, seja em um livro comum ou um livro sagrado. Algumas pessoas, por total desconhecimento, acaba por imputar a hipnose misticismo ou coisas tenebrosas. Mas pode ficar tranquilo. Hipnose é algo sério, científico e não tem qualquer conotação espiritual ou religiosa. Confira um vídeo que deixará isso bem claro:


Hipnose é meditação?

O estado hipnótico é natural da nossa mente e sim, tem diversas semelhanças com a meditação. Para exemplificar: imagine um aquário cheio de peixes. Esta é sua mente e os peixes são seus pensamentos. Na meditação é como se você tivesse que tirar todos os peixes do aquário, já na hipnose é como se você afastasse a maioria dos peixes e focasse em apenas um só. Mas eu vou mais além. Digo que não existe meditação, existe somente hipnose. Sabe por que? Pense comigo: antes de fazer uma meditação, você já se informou sobre os benefícios que ela traz para a mente e para o corpo humano. Logo, você já tem um "peixinho" subentendido no processo que fará. Ou seja, você alcançará uma "reorganização das engrenagens de sua mente", principalmente pela pré-disposição que foi exposto, ao se informar dos benefícios que teria. 

Vamos ao que interessa: utilizar a hipnose para otimizar seus estudos

Você tem dificuldade para estudar? Tenta se concentrar mas não consegue? A ansiedade te incomoda? Seus problemas acabaram! Utilize a auto-hipnose do roteiro que mencionei acima, eliminando a ansiedade, dificuldades, etc... aproveite o momento e mentalize você com seu objetivo alcançado. Como? Se você está estudando para passar no Enem e ser admitido em uma faculdade de medicina, imagine-se dentro de seu consultório, atendendo algum paciente, ou em meio a um processo cirúrgico, ou até mesmo voltando tarde em casa e sendo recebido por sua esposa ou esposo, com um abraço orgulhoso. Vá longe nesta imaginação. Visualize sua roupa, suas unhas, o que está calçando. Mergulhe na realidade que almeja, com toda vontade. Quanto mais esta realidade for alimentada, mais você está condicionado a tomar decisões que favoreçam seus objetivos. 

Quanto tempo preciso fazer isto?

Eu particularmente faço auto-hipnose todos os dias. Cada 10 minutos hipnotizado equivalem a duas horas de sono. Seja para uma reunião importante que terei depois do almoço, seja para melhorar meu relacionamento com a minha namorada, seja para ser mais focado financeiramente(...) Mas alguns especialistas dizem que o aprendizado para a mente humana funciona em ciclos. Cada ciclo equivale a aproximadamente 7 dias e que são necessários 3 ciclos de aprendizado para que a sugestão hipnótica se torne um padrão normativo. Se for para algum objetivo pontual e simples, algumas vezes antes basta, mas se é para algum padrão de comportamento mais enraizado, recomendo que faça todos os dias, sem interrupção, por 21 dias consecutivos. Respeitar este processo como se respeita uma prescrição médica de um antibiótico, por exemplo, é fundamental. Tire este tempinho para você, não custa nada e será excelente para você.

Mas isso dá certo mesmo?

Você só vai saber praticando. Não custa nada. Tire um tempinho para você todos os dias. Busque um assento confortável, deixe o celular em modo avião, desligue tudo e peça a todos para não te chamarem. Se quiser buscar uma música instrumental, ou até mesmo com sons da natureza, melhor ainda. Tirar esse tempo para você, todos os dias, já é uma grande terapia. Já percebeu que conseguimos tempo para todo mundo que gostamos, mas quando é para algo pra gente, deixamos pra lá? Mude essa história a partir de hoje.

Tenho dificuldade em me concentrar

Algumas pessoas relatam que não conseguem se concentrar, relaxar e alcançar o estado necessário para hipnose. Como fazer nesta situação?  Todos nós somos hipnotizáveis. Como já disse acima, estamos em estado hipnótico tomando banho, dirigindo para lugar que já conhecemos bem e até mesmo quando estamos lendo um livro. Sabe o "João e o Pé de Feijão"? Quando você está lendo a história e visualizando como é o João, como o pé de feijão cresceu, como é o gigante (...) este também é um estado hipnótico. Você está com o foco em apenas uma coisa, por vez.  O segredo para se hipnotizar alguém hiperativo ou ansioso demais é buscar quais são os signos que despertam o interesse desta pessoa e utilizar-se disso. Alguém que só consegue se concentrar quando é submetido a alguma xarada, ou algum desafio, por exemplo, basta trabalhar alguma indução que o estimule neste sentido.

Comente e nos diga o que você achou deste artigo. Conte-nos sua experiência, que buscaremos te auxiliar. Será muito bom podermos trocar experiências.