Home / Blog / Saúde / Biossegurança: o que é e qual sua importância na saúde
biossegurança Saúde

Biossegurança: o que é e qual sua importância na saúde

  • Por: Equipe Educamundo
  • 07/07/2021

O que você sabe sobre biossegurança e sua importância para a saúde? 

A biossegurança é o que determina os cuidados com relação aos riscos aos quais trabalhadores são expostos em sua função/ambiente de trabalho. 

Está dividida em níveis, é norteada por normas regulamentadoras e obrigatória por lei.  

Há muito o que aprender sobre biossegurança. Por isso nosso portal criou o Curso Online Biossegurança- Fundamentos Essenciais, com um conjunto de tópicos relacionados ao que é preciso aprender para aprofundar os conhecimentos teóricos.  

A seguir vamos abordar alguns desses temas. Continue a leitura! 

O que é biossegurança 

Biossegurança é um apanhado de medidas e normas que orientam a proteção do trabalhador de acidentes de trabalho que envolvam agentes biológicos, riscos físicos e químicos. As normas ajudam a conter e a eliminar os riscos de exposição.  

biossegurança é essencial em ambientes hospitalares, ambulatoriais, clínicos e, inclusive, estéticos.  

É importante salientar — e para que se entenda a importância — que os riscos sobre os quais falamos, não dizem respeito somente a quem trabalha em ambientes como os que citamos acima.  

Esses riscos também podem afetar a saúde das pessoas e causar danos ao meio ambiente.  

Um exemplo disso ocorreu em Goiânia, em 1987. Um aparelho de radioterapia, no local em que funcionava o Instituto Goiano de Radioterapia, gerou um incidente ao ser manuseado indevidamente.  

Ao ser violado, o equipamento espalhou no meio ambiente um pó azul brilhante, que eram fragmentos de Césio-137, um elemento radioativo. De lá, o equipamento foi para um ferro velho, e depois passou por mais dois depósitos. Em cada lugar por onde passou, contaminou tanto as pessoas quanto o meio ambiente. 

Quem teve contato com o material radioativo apresentou sintomas como vômitos, náuseas, diarreia, tonturas e lesões na pele, como queimaduras.  

Esse foi um grave incidente de contaminação por radioatividade no Brasil

Agora que você sabe o que é biossegurança e sua importância, conheça a lei que a considerou deu origem e a tornou obrigatória.  

A lei de biossegurança 

lei de biossegurança, como é conhecida a lei 11.105/2005, trata dos riscos relativos à manipulação de organismos geneticamente modificados e da segurança nos ambientes de trabalho, conforme citamos no início do texto.  

Ela representa uma maneira de promover segurança em qualquer tipo de atividade e de manter a vida.  

Tipos de riscos 

Para entender melhor sobre os tipos de riscos aos quais nos referimos ao longo do artigo, veja como eles são categorizados: 

  • Risco físico: se refere ao que pode gerar radiação, umidade, calor, frio ou campos elétricos. Diz respeito também a equipamentos que operam sob pressão. Exemplos são as centrífugas, as câmaras frias, o raio-x e outros.  

  • Risco biológico: é o que envolve microrganismos geneticamente modificados, agente biológicos, parasitas, toxinas e outros.  

  • Risco químico: envolve produtos químicos como pesticidas, cola, medicamentos, baterias, tintas, ácidos e metais, como os de lâmpadas, por exemplo. 

  • Risco ergonômico: envolvem postura inadequada, levantamento de peso, jornada prolongada, estresse físico ou psíquico e outros. 

  • Risco de acidentes: diz respeito à espaços físicos inapropriados, risco de incêndio, iluminação inapropriada, dentre outros. 

Os níveis de biossegurança 

Os níveis de biossegurança determinam a classe de risco da atividade, do que é manuseado em determinado local. Eles aumentam conforme a gravidade — sua nivelação vai de 1 a 4.  

Veja quais são: 

NB 1  

Agente de classe de risco 1 são aqueles que apresentam baixa probabilidade de provocar problemas ao homem e a animais. Neste nível são exigidos equipamentos de proteção como luvas, jaleco e óculos. Em relação às instalações, a exigência é que as bancadas sejam abertas e com pias próximas.  

NB 2 

Aqui se exige todos os cuidados com o NB 1 mais algumas adições. Os agentes manipulados nestes espaços são os que podem causar infecções, mas que podem ser facilmente tratados.  

O acesso a esses locais é limitado, tem que ter um aviso de risco biológico e precauções para objetos cortantes.  

NB 3 

Neste caso, os agentes manipulados são potencialmente fatais, com risco individual alto, mas baixa para a comunidade.  

O acesso é altamente controlado, e o lixo deve passar por desinfecção, assim como as roupas usadas no ambiente, antes de serem lavadas. 

NB 4 

Este nível, como você deve imaginar, é o mais perigoso de todos. Nesses ambientes, os trabalhadores estão expostos a agentes de fácil propagação, apresentando um alto risco não somente aos colaboradores, como à comunidade.  

Normas de biossegurança 

As normas de biossegurança em ambientes da saúde são regulamentadas pela NR 32. Algumas dessas normas são: 

  • higienização das mãos; 

  • uso de equipamentos de proteção; 

  • uso de jalecos; 

  • avisos; 

  • descarte de lixo hospitalar; 

  • cuidados com os cabelos (devem estar sempre presos); 

  • unhas aparadas; 

  • não tocar a mucosa oral, nasal ou ocular durante as atividades práticas; 

  • não comer nem beber dentro do laboratório; 

  • vacinação. 

Outra norma, a NR 26, orienta sobre as cores que devem ser usadas nos avisos para garantir a segurança dos trabalhadores.  

As normas de biossegurança visam combater alguns erros bastante comuns que não podem acontecer de jeito nenhum. Veja alguns: 

  • armazenamento incorreto de produtos hospitalares e medicamentos; 

  • negligência em relação às ações de prevenção de acidentes de trabalho; 

  • uso incorreto dos equipamentos de esterilização (ou a falta deles); 

  • falta de manutenção de equipamentos, como os de radiologia; 

  • não atenção às boas práticas estipuladas pelos manuais de biossegurança e falta de limpeza no ambiente. 

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:




Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Esperamos que tenha gostado de nosso artigo. Esse é um dos cursos online mais certificados em nosso portal.  

Para ter acesso a esse e aos mais de 1.200 cursos online com certificado opcional, você investe apenas R$ 69,90 e tem acesso por um ano. Esse é o Plano Master, criado para atender tanto quem quer aprender e não precisa de certificação quanto quem precisa do certificado para alguma finalidade. Nesse caso, é sob contratação.  

Faça a sua matrícula agora mesmo e aproveite todas as vantagens de estudar em nosso portal. Você pode estudar a qualquer momento, pois nosso portal funciona as 24 horas do dia, nos sete dias da semana.  

Amplie seus conhecimentos e enriqueça seu currículo! 

Artigos que podem te interessar:

Artigos em Destaque